>

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Palestra Dramatizada

palestra CUIDE BEM DO SEU JARDIM, 21/12/2014
Grupo HILPRO IDIOMAS
Laila Maerschner disse: Obrigada! Palestra incrível!
- - -
Fico feliz por você ter gostado da minha apresentação. Feliz Natal!
- - -
contato: [85] 8678.0334

Aguardando / hora /entrada / mais uma Palestra Dramatizada


Dizem que sou formado em Letras, 
e que me especializei
em Literatura Brasileira




viSITE: http://airtonsoares-treinamento.blogspot.com.br/
Não é melhor nem pior do que os outros...é diFÉrente!
.
Dizem que sou formado em Letras, 
e que me especializei em
Literatura Brasileira.

Palestra para o grupo HILPRO IDIOMAS

DICAS DE PORTGUÊS

Dad Squarise: Adeus, 2014. Bem-vindo, 2015


Oba! 2014 acabou. Depois dos 7 X 1 da Alemanha, já vai tarde. Xô! Que venha 2015. Vamos recebê-lo com banda de música e tapete vermelho — fogos, champanhe e roupa bonita. Ano-novo significa algo mais que um dia novo no calendário. É um rito de passagem. Deixa-se para trás não o velho mas o estagnado: o que ocupa espaço físico ou psicológico sem dar vez ao novo.
Todos os povos o comemoram. Os chineses, em fevereiro. Os judeus, em setembro ou outubro. Os muçulmanos, em julho. Os cristãos, em 1º de janeiro. Entre eles, há um denominador comum. Uns e outros consideram a data o momento de dar costas ao passado e olhar para a frente. Em bom português: enterrar cadáveres. O ato tem significado simbólico. Trata-se de se livrar de tudo que se deve esquecer. É a faxina na alma. 


O bom fica melhor
Mais que abrir espaços externos (esvaziar armários, passar livros adiante), o ano-novo convida a expandir o espaço interior. Sugere abrir as portas ao desapego. Perdoar. Ódios, rancores, ressentimentos são cadáveres que clamam por sepultura.
Sem enterro, eles cobram preço alto. Paga-se com a saúde, o humor, a paz de espírito. E impedem que sentimentos saudáveis se instalem. Nenhum inimigo vale tanto. Perdoar faz bem a quem perdoa. Deus dá o exemplo. Perdoar é o único vício do Senhor. O diabo se contorce de ódio. 

Conselho
O dito é conhecido: "Se conselho fosse bom, a gente o vendia, não dava". A coluna respeita a sabedoria popular, mas não resiste a lembrar sabedorias que dão toques na alma. Vamos lá?

Dos chineses
Existem quatro coisas na vida que não se recuperam. Uma: a pedra depois de atirada. Duas: a palavra depois de proferida. A terceira: A ocasião depois de perdida. A última: o tempo depois de passado.

Dos neurolinguistas
Se você fica dizendo que as coisas vão melhorar, tem boa chance de se tornar um profeta.

Dos psicólogos
Quando lhe fizerem uma pergunta que você não quer responder, sorria e pergunte: "Por que deseja saber?"

Dos comunicadores
Harmonize a linguagem do corpo com as palavras. Ao falar, comunique-se por inteiro. A expressão do rosto, os gestos, o olhar, a respiração, a voz, a maneira de vestir-se, tudo conta. Segundo pesquisa da Universidade de Stanford, o corpo responde por 45% da mensagem; o tom da voz, 20%; as palavras, 35%.

Dos redatores
Escreva e fale com simplicidade. Pascal explica: "Quando descobrimos um estilo natural, ficamos espantados e satisfeitos. Esperávamos um autor e encontramos um ser humano". Ser simples é complicado. Mas é a melhor receita.

Dos monges
Torne a rotina prazerosa. Todos os dias leia um poema, ouça uma música, contemple um quadro, diga palavras bonitas.

Dos mestres
Leia muitas histórias para as crianças. Dê emoção à voz. Deixe-as tocar as ilustrações. Dê-lhes tempo para sonhar, viver outras vidas, soltar a imaginação, comentar. Assim nasce um leitor.

De Daniel Pennac
O leitor é dono e senhor. Ele manda. Da escolha da obra à leitura, Sua Excelência faz e acontece. Pode tudo. Eis os 10 mandamentos escritos por Daniel Pennac. Eles asseguram a adultos e crianças: o direito de não ler, o direito de pular páginas, o direito de não terminar um livro, o direito de reler, o direito de ler qualquer coisa, o direito ao bovarismo (doença textualmente transmissível), o direito de ler em qualquer lugar, o direito de ler uma frase aqui e outra ali, o direito de ler em voz alta, o direito de calar.

Leitor pergunta

Tenho visto muito a palavra muçarela escrita "mussarela". Eu li que o certo é muçarela, mas raramente a vejo escrita assim. Afinal, qual é o certo?

Hélio Socolik, Brasília
O queijinho inseparável da pizza se chama muçarela sim, senhores. Escrever a delícia com ss dá indigestão. Valha-nos, Senhor!
- - -
Créditos para
http://www.jcom.com.br/colunas/150933/Dad_Squarise_Adeus_2014_Bem-vindo_2015http://www.jcom.com.br/colunas/150933/Dad_Squarise_Adeus_2014_Bem-vindo_2015

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

O Amor não se Promete


Créditos para o site CITADOR. Visite-o. É pra lá de bom!


José Luís Nunes Martins

Portugal
n. 1971
Filósofo


Há uma distância fundamental entre as palavras e os gestos de cada homem. As palavras prometem mundos, os gestos constroem-nos. As palavras esclarecem pouco, os gestos definem quase tudo. 


O amor é um projeto, uma construção que necessita de ser realizada a cada dia. Sem grandes discursos. Qualquer hora é tempo de amar. Se o amor é verdadeiro, não há tempos de descanso, porque o silêncio no coração dos que buscam lutar contra as trevas dos egoísmos é a paz mais profunda e o maior descanso... ainda que se cravem espinhos na carne, ainda que não sarem as feridas antigas, ainda que a esperança tenha pouco mais onde se apoiar do que nela própria.

Cada um de nós é aquilo que for capaz de ir construindo de firme e duradouro a cada dia por entre todas as tempestades da vida.

O Amor não se Promete

Há muito quem sonhe e passe o tempo a desejar o que não é... esperam e desesperam por algo que lhes há de chegar de fora... rejeitando quase tudo quanto são, quando, na verdade, é com o que temos e somos que devemos ser felizes, por pouco e por pior que seja... somos nós. Mas nós não somos quem somos só para nós mesmos. Eu sou quem sou, mas só o serei se for capaz de me encontrar com os outros. Ser humano é ser relacional. Ser é sempre ser com o outro. Ninguém se vê só a si quando se olha por um espelho. Ser é amar. Dar-se... sem grandes sonhos ou promessas, com pequenos gestos, na heroica coragem de acreditar que não são nem as palavras nem os desejos que nos devolvem ao céu.

Encarcerados nunca seremos autênticos, devemos pois libertar-nos de tudo quanto nos pesa, de forma especial das coisas materiais, romper com as teias dos sonhos que nos inebriam e incapacitam de sair de nós mesmos para o mundo, de criar mundo... sem esperar nada, a não ser conseguirmos chegar ao melhor de nós mesmos...

Este desprendimento não será prudente aos olhos do mundo, mas é essencial confiar e seguir adiante, até porque as coisas e as pessoas são o que são, independentemente da forma como os olhos do mundo as veem, sentem ou pensam...

Aos sonhos falta existirem de facto, realizarem-se, ou melhor, serem realizados por alguém. A existência é um dos mais belos e decisivos atributos para que algo se faça determinante da nossa felicidade. Por isso a realidade mais pobre é, ainda assim, mais bela que o sonho mais magnífico...

Quase todos os egoísmos têm nome de amor. Conscientes do que são, escondem-se. Normalmente juntam-se aos pares... fazem pouco, falam muito, prometem tudo.... entrelaçam as suas necessidades de ter mais, de estar melhor, sem cuidarem que cada homem é muito mais do que aquilo que tem ou do que forma como está... nós, humanos, não somos deste mundo... somos do lugar de onde chegámos quando nascemos e do lugar para onde havemos de ir depois da morte... um mundo de onde este faz parte, mas muito maior, muito melhor... muito mais profundo.

É pois importante procurar a vontade do outro, e encontrarmo-nos nela, sermos o melhor que ele pode receber e merecer...

Amar é arriscar tudo, sem garantia alguma. Apenas com a fé de que, no amor, nos cumprimos... Amar é desprender-se e perder-se... abrir-se e abandonar-se à vontade de ser feliz.

Só o amor permite que se cumpra a mais essencial de todas as promessas da existência: Uma vida com valor e verdade.

Quem ama não promete... dá.

José Luís Nunes Martins, in 'Amor, Silêncios e Tempestades'
[Autoria da Ilustração: Carlos Ribeiro]


segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

palestra: Cuide Bem do Seu Jardim

Grupo HILPRO IDIOMAS
palestra dramatizada, ontem, 21/12/2014
Tema: Cuide Bem do Seu "Jardim".
.
→ Confesso que fiquei temoroso quando recebi o convite.
→ Ambiente: restaurante / confraternização / fim de ano.
→ Local ideal para o meu trabalho: auditório, mas...
→... aconteceu o quEu não esperava...
→ Ô povo encantador! Ô povo educado!
→ Captei a energia do ambiente e fiz o que sempre fiz.
→ Atingimos os nossos objetivos.
→ Nós - eu e meu personagem - ficamos mais felizes do que mosquito em jaca "pôdi".
.
.
Sou grato!
= =
PALESTRAS DRAMATIZADAS
Airton Soares - PAI ...Poeta...Ator...Instrutor
cel.:[85] 8678.0334
---
a/c Ben-Hur OliveiraGilmar de OliveiraKercia Sombra

sábado, 20 de dezembro de 2014

palestra: EM QUE CONSISTE A VIDA?

PALESTRA DRAMATIZADA - [85] 8678.0334
Airton Soares
PAI - Poeta-Ator-Instrutor
.
Domingo, 21, às 19:30, ministro palestra 
para o pessoal da HILPRO IDIOMAS,
abordando o tema:
.
CUIDE BEM DO SEU JARDIM
Personagem:
"AS", o profesSOU VIAJANTE. Vê o AQUI, o ALI e o MAIS adiante!
http://www.hilpro.com.br/
p / Ben-Hur

O HILPRO Idiomas - Highly Interactive Learning PROcess (Processo de Aprendizagem Altamente Interativo), é o curso de inglês e espanhol que mais cresce em Fortaleza. Venha conquistar o seu sucesso conosco! Nossa natureza é ensinar.
HILPRO.COM.BR

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Homenagem à Bia Bedran

BIENAL-internacional-LIVRO-ceará-2014-XI
 
Minha singela homenagem à escritora e contadora de histórias, Bia Bedran, na ocasião de sua palestra [10/12/14].
.
Síntese da minha homenagem:
... Bia nos prende pelo afeto, mas sobretudo pela SIMPLICIDADE.
... Depois, sapequei Zé da Luz.[ver texto abaixo]
.... Por fim, após os aplausos, mais Zé da Luz: parem, parem. quando escuto muito palma, eu saio fora do tom e oiço a voz da minha alma a dizer: EU ACHO É BOM!
= = ==
Zé Da Luz
Eu nunca aprendi a lê
Eu nunca tive in iscola
Mais Deus me deu o sabê
De sê impruvisador e tocador de viola.

Eu num invejo a sabença
De nenhum home letrado
Deus me deu inteligença
Qui tem feito diferença
A muito doutô formado.

De que serve os anelão
Qui esse doutô põe nos dedo
Se de uma impruvisação
Eles num sabem o segredo.

E as iscola, as academia?
Faz douto de todo jeito:
Faz doutô de engenharia
Doutô juiz de direito
Doutô pra curar doença
Faz inté doutô dentista
Mais nunca há de fazê
Um doutô sair de lá
Formado na puisia
Num poeta repentista

......
Airton Soares
PAI - Poeta-Ator-Instrutor
[85] 8678.0334
— com Bia Bedran.

Cara a cara

crônicASemanal
NINA FEZ BIQUINHOS
quando insunei que doravante o percentual de fibra em sua alimentação diária, constaria de - no mínimo- quarenta por cento. 

.
SE NÃO BASTASSE
sua cara amarrada, ainda fez ouvidos de mercador. Larquei minha leitura. Tentei convencê-la. E nada!
.
DE REPENTE
fita meus olhos e não fiz muito esforço para entender seu recado: - gosto muito de você, e em nada mudará minha fidelidade canina, com os 40% ou sem..., mas preste bem a atenção: - jamais ensine um porco a cantar, pois você perde tempo e ainda chateia o porco.
.
UM POUCO ANTES
de voltar a ler o jornal, pensei: - Conversar com os animais, nos livros infantis, é muito bom, mas ao vivo é...pra lá de bom!

- - - -
Airton Soares
PAI - Poeta-Ator-Instrutor
(85) 8678.0334
--
À Suyanne Caminha Saboia

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

escapismo JUNTEMOS: O CLÁSSICO E O POP ROCK

LI POR AÍ® 

.
POR LÁ
`Logo na primeira cena
da peça de Shakespeare, 
Cleópatra pergunta a Marco Antônio: 
Se me amas, diga-me quanto me amas?”. 
E, ali mesmo, Marco Antônio revela
sua personalidade escapista:
 “É miserável o amor que pode ser medido”. ´
Celson Ming - hoje em seu blog - jornal Estadão.
.
POR AQUI
Diga-me quanto me amas? Diga! Diga!
E....ante o desespero e ansiedade da amada...valeu-se 
do trecho da música SÓ A LUA - Absyntho [1982-1987]
"Só a lua poderá lhe dizer o quanto eu gosto de você"
.
E TOME ESCAPISMO
"Eu vendo minha alma por seu beijo
Permito confundir ansiedade com desejo"
.
POIS É...
Lembrei-me da maioria dos políticos[ 99,99%]
PHD na arte de tergiversar..."mas se eu for eleito"..
- -- -
AIRTON SOARES
PAI Poeta-Ator-Instrutor
[85] 8678.0334
= = = = =