>

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

AUSÊNCIA

Esta reflexão de
 Efraim Medina,
   escritor colombiano,  
dá panos pras mangas.

Há dois tipos de ausência.

Numa o ausente não retorna, na outra o ausente não parte. 

Uma é atravessada pelo sol, a outra embaça o vidro e seca o capim já seco. 

Uma transforma o ruído em aventura; a outra é um longo domingo sem revistas. 

Efraim Medina Reyes

Nenhum comentário: