>

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Assisto fervorosamente o BBB. Mais que assisto, estudo. Mais que estudo, me fascino.


"Além da clara questão de observar a vida alheia no conforto do sofá da minha casa, tenho o BBB como um verdadeiro laboratório de pesquisas em comunicação. Adoro ver as interações, os grupos se formando, transformando e reformando ao sabor dos ventos (ou ventanias).


A coisa que mais me chama a atenção é o julgamento que cada um faz das situações e pessoas. Normalmente são equivocados, incompletos ou tendenciosos. O número de votos que um levou, a razão que outro teve para votar em X, o significado do silêncio diante de uma observação provocativa, o olhar fulminante de Y, a falsidade de Z, a verdade de fulano,eticetera e tals. O grande lance é"... Saiba mais no blog do comunicador Marcio Mussarela

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

A rtigo S

Ajustando os canais de comunicação
O Orador e a Formiga

Curso de Oratória

.

COMO FALAR EM PÚBLICO: A Oratória Moderna, já foi ministrado para mais de 200 turmas no Ceará e em outros Estados da Federação. Ele comporta, no máximo, 30 participantes por turma. Cerca de 80% da carga horária, é dedicada à prática, em cada aula.

Objetivo:

Contribuir para elevar o nível da comunicação empresarial e o desenvolvimento pessoal, como também enfrentar a timidez e superar os obstáculos à boa comunicação, preparar e realizar apresentações em público utilizando técnicas eficazes.

Carga horária: 15h

O programa do curso consta de:

· apresentação;

· conceito de comunicação;

· obstáculos à comunicação;

· perfil do orador;

· defeitos do orador;

· uso correto do microfone;

· deu o branco... e aí? - o que fazer quando dá o “branco”;

· as inibições nas comunicações verbais – timidez;

· fundamentos da arte de bem comunicar;,

· falar de improviso;

· estrutura do discurso;

· exercícios práticos, como: preparação do tema;

· apresentação de cada participante;

· feedback dos instrutores e participantes.

Facilitador:

Airton Soares || airton.soares.as@gmail.com há mais 20 (vinte) anos, ministra cursos e palestras nas áreas de Recursos Humanos, Comercial e Administrativa usando como metodologia o Teatro Empresarial. Ele trabalhou no Grupo M. Dias Branco, Banco do Estado do Ceará e Organização Educacional Farias Brito. É formado em Letras e se especializou em Literatura Brasileira. Cursou Economia, Filosofia e Psicologia. Tem curso de formação na metodologia CEFE – Criação de Empresas-Formação de Empresários. É professor - palestrante do curso de pós-graduação de Gestão Empresarial da UNIFOR. Entre seus clientes-parceiros estão: FÁCIL Consultoria, SERH Consultoria, FASTJOB, CDL, FCDL, SEBRAE, CETREDE, SESC, BNB, entre outros.

Airton Soares é autor do livro O Mundo Fora de EsquadroLink



sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

O Orador e a Formiga

.

Por Airton Soares

A oratória se propõe
a ensinar a falar bem
e, quem aprende se impõe
falando o que lhe convém.


Quem prima pelo que fala
tem mais chance de convencer
pois sabe a hora que cala
e sempre faz acontecer.

“Ninguém prega melhor do que a formiga, e ela não diz nada.” A formiga não sai de manhã cedinho, pela estrada afora, sofregamente alardeando à sua comunidade que vai trabalhar. Com sutileza e penetração de espírito, faz uma rápida e eficaz vistoria nos seus instrumentos de trabalho e ... Mãos à obra.

A formiga não perde tempo “falando” às outras: - Atenção! Todos os olhares para mim. Eu sou a maior! Já carreguei 756 folhas para o depósito de suprimentos. Simplesmente, não perde tempo. Caladinha, trabalha... trabalha... Dá exemplo. O seu “discurso” é determinação e suor despendido, incansavelmente, durante dias... dias e noite. O seu discurso é produtividade!

Ninguém prega melhor do que a formiga, e ela não diz nada. Simplesmente mata a cobra, mostra o pau, espicha o couro e extrai o veneno... Convence, persuade. Mostra serviço.
Assim deve ser o orador: falar pouco, escutar a plateia.

O que eles querem de mim? Como posso interagir com o meu público sem prejudicar o desenvolvimento da minha palestra? Meu discurso está mais para “linear” ou “senóide”?
E o tipo de linguagem utilizada? Estou realmente comunicando? Dou vida às palavras?

Assim deve ser o orador: preparar sua “folha” de serviços, planejar; treinar, treinar, incansavelmente, as falas expressivas com suas respectivas pontuações; internalizar bem o objetivo, a demonstração, a prova, possíveis refutações e fechar de maneira marcante... Impressiva... Todas as etapas do discurso.

Você tem dificuldades em falar em público? Quando alguém o convida para falar com ou sem microfone, quais as sensações? Tensão, nervosismo, timidez, olhar perdido, boca seca, tremedeira, mãos suadas, vontade de desistir, adrenalina, “apostando” corrida nas veias?
“Não se desespere”, diz a especialista em comunicação Eunice Mendes, “se tudo isso acontece. Você é absolutamente normal. Falar em público inclui-se entre as situações que mais geram ansiedade, preocupação e sentimentos de impotência para gerenciar os próprios atos.

O medo gera uma proporção desmedida de perigo”. Esse comportamento, afirma ainda Eunice, “é a forma que o corpo e a mente encontram para se proteger das ameaças. Funciona como DESNUTRIÇÃO EMOCIONAL, que pode ser tratada e curada”.
Não se desespere...

"Plante o bosque ou corte a lenha
vá em frente ou siga atrás
importa é que você tenha
o domínio do que faz."
.